Fleetwood Mac anuncia demissão de guitarrista e vocalista Lindsey Buckingham

Colaboração do Rodrigo Seabra para o Rock Master. A revista Rolling Stone anuncia que Lindsey Buckingham, guitarrista e um dos vocalistas de longa data do Fleetwood Mac, acaba de ser demitido da banda. O anúncio foi repercutido por diversas revistas estrangeiras de música, que repetiram a palavra “demissão”, mas deixaram claro que o motivo não foi divulgado. O caso é que o Fleetwood Mac estava há poucos meses de sair em turnê, o que deixa a notícia ainda mais estranha.

“Lindsey Buckingham não estará com o Fleetwood Mac na turnê deste ano. Todos da banda desejam o melhor para Lindsey”, diz o comunicado. O baterista Mick Fleetwood ainda anunciou que Buckingham será substituído ao vivo por Mike Campbell (parceiro de Tom Petty nos Heartbreakers) e por Neil Finn, talentoso guitarrista, vocalista e líder da banda australiana Crowded House (de “Don’t dream, it’s over”, entre outros sucessos). “Já fizemos algumas jams com os dois e rolou uma ótima química. A banda então percebeu que essa seria a melhor combinação para seguir adiante com o estilo do Fleetwood Mac”, acrescentou o baterista.

Para quem não os conhece ainda, o Fleetwood Mac é uma banda anglo-americana dona de sucessos mundiais inegáveis, como “The chain”, “Dreams”, “Go your own way”, “Everywhere”, “Big love”, “Don’t stop”, “Tusk”, entre outros, boa parte dos quais era cantada por Buckingham. Em 2017, o guitarrista e a tecladista e covocalista da banda, Christine McVie, lançaram um disco em parceria que foi bem recebido.

Ouça a edição mais recente do Programa Rock Master:

Se preferir, clique no banner abaixo e escolha qual edição do Programa Rock Master quer ouvir:

Acompanhe também