Rolando Castelo Júnior anuncia encerramento do Patrulha do Espaço

(foto: Cornella Capone)
A lendária banda paulistana Patrulha do Espaço chegou ao fim. Foi o que anunciou, nesta terça-feira (12/09/17) o baterista Rolando Castelo Júnior, único membro original que ainda segue no grupo. “Desfiar o rosário de razões para essa decisão seria longo e chato, um dia o farei, mas as razões básicas, são o cansaço e a extrema dificuldade em se fazer algo digno num Brasil onde as dificuldades são cada vez maiores que as facilidades”, resumiu o baterista.

A Patrulha foi a atração principal da Primavera do Rock, realizada no último domingo (10/09/17), no Barro Preto, em Belo Horizonte. Este show, aliás, foi citado pelo baterista na mesnagem. “Neste meio tempo, seguiremos cumprindo nossos compromissos já agendados, como já estamos fazendo há algum tempo, no esquema de baixo perfil, com poucos shows em algumas cidades, como o fizemos no último domingo em Belo Horizonte e o faremos no próximo sábado em Florianópolis”, disse, ressaltando que este ano de comemorações pelos 40 anos de estrada será o último e a apresentação derradeira será na segunda-feira, dia 17 de setembro de 2018. “Faremos nosso último show onde tudo começou, na cidade de São Paulo.”

Clique aqui e veja um show da Patrulha no Sesc, em São Paulo, em junho de 2014.

Ao longo de todo este tempo de carreira, a Patrulha do Espaço se apresentou em milhares de cidades, tanto no Brasil quanto no exterior. Banda de hard rock e progressivo, iniciou suas atividades na capital paulista em 1977. Teve, em sua primeira formação, além de Rolando, oex-Mutante Arnaldo Baptista, o baixista Oswaldo “Cokinho” Gennari e o guitarrista irlandês John Flavin (ex-Secos & Molhados).

Com a saída de Arnaldo, em 1978, Percy Weiss assume os vocais. Em 1983, eles abrem o show do Van Halen, em São Paulo. Foram oito álbuns de estúdio, além de um disco ao vivo e vários singles e coletâneas. “Reproduzo aqui algo que li em algum lugar por estes dias, que realmente foi a gota d’água para tomar essa decisão, pois concordo 110%  com o que li: ‘Se não fosse pelo imoral monopólio dos meios de comunicação a Patrulha do Espaço lotaria estádio de futebol com 50 mil pessoas!’”, frisou Rolando.

Clique aqui e veja uma apresentação da banda ainda com Arnaldo Baptista, em 1978.

Ele finalizou a mensagem lembrando do longo período de estrada. “Creio que cumprimos com dignidade nossa jornada até aqui, mas chegou a hora de dar um tempo. De meu lado, não significa que pararei de tocar. Seguirei com meus outros projetos artísticos musicais aqui e na Argentina, mas a Patrulha merece um descanso e eu mereço um descanso da Patrulha. Ainda nos veremos em alguns shows no decorrer deste ano comemorativo e não vejo isso como algo triste, pelo contrário. Melhor parar do que seguir submetidos a sermos obrigados a tocar num circuito de merda e lidar com promotores e produtores idem.”

E a boa notícia é que já existe um show de despedida em Belo Horizonte, além de vários outros pelo Brasil afora. Na capital mineira, a derradeira apresentação, ainda sem data definida, será em 2018, no Stonehenge Rock Bar. “Muito obrigado a todos e nos seguimos vendo até o último show, saúde, paz, amor e rock para todos”, finalizou Rolando.

Clique aqui e veja o clipe do grande sucesso Columbia.

Ouça a última edição do Programa Rock Master:

Ou clique no banner abaixo e esolha qual edição do Programa Rock Master quer ouvir:

Acompanhe também